Novo

Informações sobre damascos

Informações sobre damascos


Iniciar

Como armazenar damascos: saiba mais sobre como cuidar dos damascos pós-colheita

Por Bonnie L. Grant, agricultora urbana certificada

Os damascos são conhecidos por sua delicadeza e são colhidos antes de totalmente maduros. Uma pós-colheita de damasco é frequentemente sujeita a aglomeração, solavancos e empurrões, o que pode machucar a fruta. Algumas dicas de manuseio do damasco podem ajudá-lo a aproveitá-lo durante semanas. Saiba mais aqui.

Alimentando árvores de damasco: quando e como fertilizar uma árvore de damasco

Por Mary Ellen Ellis

Quem não gosta das pequenas joias suculentas produzidas pelos damascos? Cultivar algumas árvores de damasco em seu pomar de quintal não é difícil. No entanto, existem algumas coisas que você precisa saber de antemão - como fertilizar. Para descobrir mais clique aqui.

Cuidados com a árvore de damasco japonês: como cultivar árvores de damasco japonês

Por nosso site

Embora seu nome possa despertar pensamentos de damascos saborosos, o damasco japonês é plantado mais por sua beleza ornamental do que por seus frutos. A pequena estatura da árvore também a torna um ótimo complemento em muitas paisagens caseiras. Clique aqui para saber mais sobre os alperces japoneses.

Tratamento da podridão parda do damasco: o que causa a podridão parda do damasco

Por Liz Baessler

Os damascos são sujeitos a várias doenças graves e é vital saber como combatê-las. Clique no artigo a seguir para saber mais sobre o que causa a podridão parda do damasco e como combater a podridão parda dos damascos.

Apricot vs. Ameixa armênia - O que é uma ameixa armênia

Por Teo Spengler

A ameixa armênia (comumente chamada de “damasco”) é a fruta nacional da Armênia e é cultivada lá há séculos. Clique neste artigo para mais fatos sobre a ameixa armênia, incluindo a edição “damasco vs. ameixa armênia”.

Podridão da raiz de Phytophthora de damasco: Gerenciando Phytophthora em damascos

Por Amy Grant

A podridão da raiz do damasco phytophthora é uma doença grave e difícil de controlar. O que causa a podridão de phytophthora do damasco? Existem métodos de controle eficazes? O artigo a seguir contém informações sobre o ciclo da doença da podridão da raiz de phytophthora dos damascos.

Controle de damasco Rhizopus: tratando damascos com podridão de Rhizopus

Por Liz Baessler

A podridão do Rhizopus é um problema sério que pode afetar os damascos maduros, principalmente após a colheita. Embora possa ser devastador se não for tratada, a podridão do rizopus damasco é relativamente fácil de prevenir. Saiba mais sobre o que causa a podridão do rizopo do damasco e como controlá-la aqui.

Apodrecimento da raiz do damasco do Texas - tratamento de damascos com podridão da raiz do algodão

Por Amy Grant

Uma das doenças mais importantes para atacar os damascos no sudoeste dos Estados Unidos é a podridão da raiz do algodão do damasco, também conhecida como podridão da raiz do damasco no Texas devido à prevalência da doença naquele estado. Saiba mais sobre essa doença aqui e obtenha dicas para o seu controle.

Problemas de nematóides de damasco - tratamento de damascos com nematóides de nó de raiz

Por Mary H. Dyer, escritora credenciada do Garden

O controle dos nematóides das galhas do damasco envolve uma combinação de abordagens, incluindo o plantio de variedades resistentes a doenças, junto com o saneamento e outras práticas culturais. Clique neste artigo para saber mais sobre os problemas do nematóide do damasco.

Podridão da raiz da Armillaria de Damasco: o que causa a podridão da raiz do carvalho do damasco

Por Mary Ellen Ellis

A podridão da raiz da Armillaria dos damascos é uma doença mortal para esta árvore frutífera. Não existem fungicidas que podem controlar a infecção ou curá-la, e a única maneira de mantê-la longe do damasco e de outras árvores frutíferas com caroço é prevenir a infecção em primeiro lugar. Este artigo ajudará.

O que causa o alagamento de damasco: o que fazer com os alperces alagados

Por Bonnie L. Grant, agricultora urbana certificada

O alagamento é exatamente o que parece. Os damascos alagados são geralmente plantados em solo mal drenado, o que deixa as raízes encharcadas e se afogando. Quando isso acontece, é difícil corrigir, mas o problema é muito fácil de prevenir. Saiba mais aqui.

Gomose fúngica de alperce - Como tratar a goma de alperce

Por Tonya Barnett, (Autor de FRESHCUTKY)

Um aspecto fundamental para a produção de uma colheita abundante é o cuidado adequado das árvores e, é claro, a manutenção de condições saudáveis ​​no pomar. Ao fazer isso, os produtores podem evitar melhor as complicações de vários problemas de fungos, como a gomose dos damascos. Saiba mais aqui.

Fruto de caroço amarelo de damascos - tratamento de damascos com fitoplasma

Por Amy Grant

O fitoplasma do damasco, Candidatus Phytoplasma prunorum, é o patógeno responsável por essa infecção que atinge não apenas os damascos, mas mais de 1.000 espécies de plantas em todo o mundo. O artigo a seguir examina as causas e opções de tratamento para damascos com fitoplasma.

Controle de ferrugem de damasco - Como tratar a ferrugem em árvores de damasco

Por Teo Spengler

A ferrugem do damasco é a doença mais comum dessa árvore frutífera. Se você tem ou deseja árvores de damasco em seu quintal, clique neste artigo. Forneceremos informações sobre damascos com fungo da ferrugem e técnicas para controlar a ferrugem do damasco.

Sintomas da galha da coroa do damasco: como tratar a doença da galha da coroa do damasco

Por Bonnie L. Grant, agricultora urbana certificada

Um damasco com bílis em coroa é um motivo de preocupação. O que causa a galha na coroa de damasco e como você reconhece os sinais? Mais informações no artigo a seguir serão reveladas para ajudá-lo a saber como tratar a galha da coroa do damasco e proteger essas frutas maravilhosas.

Desbaste de damasco: como e quando devo desbastar minha árvore de damasco

Por Mary H. Dyer, escritora credenciada do Garden

Se você tem uma árvore de damasco em seu jardim, provavelmente está se perguntando: "Devo desbastar minha árvore de damasco?" A resposta é sim, e aqui está o porquê: as árvores de damasco costumam dar mais frutos do que a árvore pode suportar. Este artigo ajudará a diluir os damascos.

O que é queimadura de poço: o que os damascos têm centro mole

Por Amy Grant

A expectativa para os primeiros damascos do verão pode ser destruída se você descobrir damascos que têm um centro macio, também conhecido como queimadura de caroço nos damascos. O que é então queimadura de poço e há um remédio? Este artigo ajudará.

Os damascos não amadurecem: por que meus damascos ficam verdes na árvore

Por Amy Grant

Se você tiver a sorte de ter um damasco em seu quintal, pode se perguntar "por que meus damascos continuam verdes" e o que pode ser feito com damascos que não amadurecem? Este artigo ajudará frutos de damasco não maduros a cair da árvore.

Divida de frutas em damascos: por que meus damascos estão se quebrando

Por Amy Grant

Árvores de damasco são uma das poucas árvores frutíferas com quase nenhum problema; no entanto, você pode observar rachaduras na pele do damasco ocasionalmente. O que causa a divisão das frutas nos damascos e como evitar a divisão dos damascos? Leia aqui para descobrir.

Razões para uma árvore de damasco não produzir

Por Kathee Mierzejewski

Os damascos são frutas que podem ser cultivadas por qualquer pessoa. Embora seja facilmente cultivado, no entanto, há momentos em que a frutificação não ocorre. Este artigo explica por que pode ocorrer a não frutificação dos damascos.

Cuidado com árvores de alperce: árvore de alperce crescendo na horta

Por Bonnie L. Grant, agricultora urbana certificada

Os damascos são uma daquelas árvores maravilhosas que são autofrutíferas, o que significa que você não precisa de um parceiro de polinização para obter frutos. O cultivo de damasco é adequado na maioria dos estados e regiões ocidentais com muito calor e sol. Aprenda como cultivar damascos neste artigo.


Quais são os benefícios de ter damascos secos?

Os damascos secos são ricos em nutrientes importantes, incluindo fibras, potássio, ferro e vitamina C. Algumas pesquisas mostram que eles podem ajudar durante a gravidez. Se consumidos com moderação, os damascos secos, como a maioria das frutas secas, também podem ajudar a complementar seus esforços para perder peso.

1. São ricos em nutrientes

Os damascos secos são ricos em nutrientes vitais. Eles estão repletos de potássio, fibras e vários outros nutrientes.

Cem gramas de damascos secos (ou cerca de 30 metades de damascos secos) contêm o seguinte (2):

  • 241 calorias
  • 4 g de proteína
  • 5 g de gordura
  • 63 g de carboidratos
  • 3 g de fibra
  • 1160 mg de potássio
  • 55 mg de cálcio
  • 3 mg de ferro
  • 32 mg de magnésio
  • 71 mg de fósforo
  • 2 mcg de selênio
  • 180 mcg de vitamina A
  • 1 mg de vitamina C
  • 10 mcg de folato

Os damascos de diferentes cultivares contêm quantidades variáveis ​​de compostos polifenólicos. Estes comumente contêm ácido gálico, rutina, epicatequina, ácido ferúlico, ácido p-cumárico, catequina, procianidinas, ácido cafeico, epigalocatequina e ácido clorogênico (3).

2. Pode ajudar na perda de peso quando tomado com moderação

Conforme discutido, os damascos secos são ricos em calorias. Mas eles também contêm fibras e consumi-los com moderação pode ajudar com seus planos de perda de peso.

Seis damascos secos (40 gramas) contêm cerca de 10 gramas de fibra total (4).

Em um estudo transversal, um menor consumo de frutas frescas inteiras e desidratadas foi associado a um maior IMC nos indivíduos. Algumas pesquisas também sugerem que frutas frescas e secas podem ajudar a reduzir a fome, aumentar a satisfação com as refeições e diminuir a ingestão de energia quando consumidos como lanches ou junto com as refeições (4).

Os damascos secos são saudáveis ​​e seu alto teor de fibras pode complementar sua dieta para perder peso. Mas não há pesquisas ligando damascos secos diretamente à perda de peso. Portanto, pratique moderação e consulte um nutricionista registrado.

3. Pode ser benéfico durante a gravidez

Os damascos contêm ferro que pode ajudar a melhorar a saúde do sangue.

O volume de sangue de uma mulher aumenta em 50 por cento durante a gravidez. Isso significa que ela precisaria de mais ferro em sua dieta. Os damascos secos são uma boa fonte de ferro e podem ajudar nesse aspecto (5).

A gravidez e a lactação podem causar alterações metabólicas em seu corpo. Freqüentemente, poucos exercícios ou uma dieta desequilibrada podem causar prisão de ventre. Beber bastante água e consumir alimentos ricos em fibras, como damascos secos, pode aliviar problemas digestivos (6).

4. Pode ajudar a tratar a anemia

O ferro do damasco pode ajudar no tratamento da anemia.

Na anemia, falta ao seu sangue um suprimento adequado de glóbulos vermelhos saudáveis ​​(RBCs). Isso ocorre devido a uma deficiência de hemoglobina (a molécula transportadora de oxigênio no sangue). A falta de hemoglobina ocorre devido à deficiência de ferro (7).

Grave perda de sangue, sangramento crônico no estômago e inflamação crônica também podem causar anemia. Mulheres grávidas e menstruadas apresentam maior risco de anemia (8).

Consumir alimentos ricos em ferro é a melhor maneira de reverter a anemia. Os damascos secos são boas fontes de ferro. Além disso, a vitamina C que eles contêm aumenta ainda mais a absorção de ferro (9).

No entanto, você pode não conseguir suprir sua ingestão diária de ferro apenas com damascos secos. Uma xícara de metades de damasco secas contém cerca de 3,5 miligramas de ferro (2). Pode ser necessário consumir 10 xícaras para atender à sua ingestão diária de ferro. Portanto, sugerimos que você também inclua outras fontes de ferro em sua dieta, como espinafre, lentilha e feijão.

5. Pode ajudar a aliviar a constipação

A fibra dos damascos secos pode desempenhar um papel aqui.

A fibra alimentar aumenta o volume das fezes e acelera seu movimento através do cólon (10).

Quando a fibra é fermentada no intestino, ela produz ácidos graxos de cadeia curta (butirato, propionato, acetato, etc.). Estes alteram o microbioma intestinal (microrganismos), diminuindo o pH luminal. Isso melhora ainda mais a consistência, a quantidade e a mobilidade das fezes, tratando assim a constipação (10).

Os damascos secos contêm fibras e podem auxiliar no tratamento da constipação (11).

6. Pode ajudar no tratamento da diabetes

Frutas secas, como os damascos, têm baixo índice glicêmico. De acordo com os estudos, eles não aumentariam excessivamente os níveis de glicose no sangue (12).

Quantidades moderadas de frutose de frutas secas (incluindo damascos secos) também podem ajudar a controlar os níveis de glicose pós-prandial (12).

Os damascos secos também apresentaram efeitos benéficos sobre os níveis de insulina (13).

7. Pode promover a saúde ocular

A luteína e a zeaxantina em damascos secos podem contribuir para a saúde ocular. Esses nutrientes funcionam como filtros de luz azul e protegem os tecidos oftálmicos de danos fototóxicos (14). Eles também podem diminuir o risco de catarata (14).

8. Pode melhorar a densidade mineral óssea

A baixa densidade mineral óssea é comum em mulheres idosas e na pós-menopausa. É a principal causa de osteoporose, osteoartrite e outras doenças ósseas semelhantes (15). O boro nos damascos secos pode ajudar a melhorar a densidade mineral óssea.

Em estudos, mulheres na pós-menopausa que tomaram de 3 a 4 mg de boro por dia durante um ano mostraram uma melhora na densidade mineral óssea (15).

9. Pode proteger sua pele de danos e efeitos do envelhecimento

Os damascos contêm beta-caroteno, que é convertido em vitamina A no corpo. Os damascos secos também contêm naturalmente uma tonelada de vitamina A (retinol). Essa vitamina desempenha um papel na saúde da pele (16).

Como acontece com qualquer outro alimento, há um limite para o número de damascos secos que você pode comer por dia.


As melhores árvores frutíferas para o sudoeste

Plante essas árvores resistentes ao deserto e desfrute de frutas frescas do jardim no sudoeste.

Nas regiões quentes e secas do sudoeste, cultivar árvores frutíferas, como cerejas, é quase impossível, e cultivar frutas com caroço, como damascos e cerejas, é difícil, na melhor das hipóteses. No entanto, duas árvores frutíferas com origens antigas prosperam em nosso meio desértico: romãs (Punica granatum) e figos (Ficus carica).

A romã de referência é uma variedade chamada 'Maravilhosa'. Vive em todos os tipos de solo, produz flores laranja-avermelhadas e tem folhagem verde brilhante. A romã 'Maravilhosa' é tão bonita que alguns jardineiros plantam a árvore apenas como um pequeno ornamento e deixam o fruto para os pássaros. A fruta do tamanho de uma bola de softball da romã 'Maravilhosa' contém milhares de frutas e sementes de rubi doce e ácida. A fruta, que se chama arilo, fica ótima se borrifada em saladas ou em suco. Estudos recentes provaram que a rica fruta vermelha tem mais antioxidantes do que o vinho tinto.

Quando se trata de figos, 'Black Mission' é claramente o favorito nos jardins do sudoeste. Uma grande árvore, 'Black Mission', produz frutos com casca roxa-negra e polpa cor de morango. Como todos os figos, pode ser espalhada em pequenos jardins para efeito estético. E também como a maioria dos figos, o figo 'Black Mission' dá duas safras, uma no início do verão e outra no início do outono. As árvores maduras variam entre 15 e 20 pés de altura e largura, portanto, deixe bastante espaço para crescimento.


Assista o vídeo: 37 Maiores Benefícios do Damasco