Em formação

Lírio de jardim

Lírio de jardim


Uma planta como o lírio do jardim está diretamente relacionada à família do lírio. Existem mais de 80 tipos diferentes de lírios na natureza. A maioria delas era muito popular entre os floricultores até que, graças aos esforços dos criadores, muitas espécies híbridas nasceram.

Pátria do lírio

Em condições naturais, os lírios podem ser encontrados na Europa, Ásia e também na América do Norte. Um grande número de lendas diferentes está associado a esta bela flor. Assim, na Grécia antiga, acreditava-se que os lírios, pintados de branco, eram gotículas de leite da deusa Hera. Para os cristãos, esta flor branca simboliza a Mãe de Deus.

Lily é freqüentemente usada em heráldica. Além disso, esta planta não foi privada de atenção por poetas e escritores. Possui uma beleza extraordinária e propriedades curativas.

Características dos bulbos de lírio

Uma planta perene como um lírio cresce a partir de uma lâmpada. As lâmpadas podem ser muito pequenas. Portanto, seu diâmetro pode ser igual a apenas 1 cm. Mas em condições naturais, existem bulbos muito grandes, cujo diâmetro pode chegar a cerca de 30 cm. Os bulbos podem ter formas diferentes: ovóides ou esféricas. Um grande número de placas de folhas estão localizadas nos rebentos da planta. A altura do caule pode variar de 50 a 250 cm (dependendo da espécie e variedade). Em algumas espécies, as placas de folhas são torcidas em espiral, enquanto em outras, elas são simplesmente montadas em uma roseta de raiz de folha.

A planta possui uma inflorescência cilíndrica, que inclui todas as flores. A inflorescência geralmente contém até 16 flores. Acontece que até 30 flores crescem em uma planta, enquanto elas não florescem imediatamente, mas gradualmente. Nesse caso, a floração começa de cima e vai descendo gradativamente. Em média, cada flor pode viver cerca de 8 dias. Na parte central das flores existe um pistilo e 6 estames. Existe um grande número de formas da própria flor. Na natureza, você pode encontrar lírios nas cores branco e azul, bem como rosa, damasco e laranja. As flores também podem ser multicoloridas. O aparecimento dos frutos na planta ocorre no mês de outubro. São caixas com sementes dentro.

Tipos de lírios com fotos e nomes

Há um número bastante grande de espécies, tanto naturais quanto criadas por criadores. Abaixo estão os tipos mais populares.

Lírio asiático

Essas plantas incluem espécies híbridas e também de jardim (por exemplo, lírio de David, lírio-tigre, etc.). E o lírio holandês também pertence a eles. Essas plantas são donas de um bulbo relativamente pequeno. Eles crescem e se desenvolvem normalmente em quase todos os ambientes. Eles não têm medo da seca ou da temperatura do ar muito baixa. Esta espécie floresce no início de junho. Existem variedades de anãs compactas, a altura do caule não ultrapassa os 40 cm, mas também existem variedades com o comprimento dos rebentos a atingir os 100 cm A flor tem o formato de uma tigela. Um número bastante grande de flores pode crescer em um arbusto.

Martagon (lírios híbridos encaracolados)

Existem cerca de 100 tipos diferentes dessas plantas. Eles têm caules bastante longos. Essas espécies se distinguem por sua alta resistência à geada. Qualquer solo é adequado para o cultivo de todas essas espécies, enquanto a iluminação realmente não importa. No entanto, essa espécie híbrida não ganhou muita popularidade entre os produtores de flores.

Híbridos de Candidium

Foi a partir dessa forma de jardim que um lírio branco puro se formou. Esta espécie não possui um número muito grande de variedades, mas suas flores são incrivelmente perfumadas, grandes o suficiente e pintadas com cores ricas.

Esta não é uma lista completa de espécies de lírios que crescem tanto na natureza quanto nos jardins. Graças ao trabalho dos criadores, todas as novas variedades aparecem. Ao mesmo tempo, as plantas híbridas têm diferenças externas e também diferem nas condições de crescimento necessárias.

Encanto de lírio de jardim. Títulos + fotos

Lírios crescendo ao ar livre

Cultivar lírios é um processo muito divertido. Deve ser lembrado que tal planta tem uma atitude extremamente negativa em relação ao procedimento de transplante. A este respeito, é recomendável cultivá-lo diretamente por vários anos. Para o plantio de lírios, os especialistas aconselham a escolha de um local suficientemente bem iluminado e protegido de fortes rajadas de vento. O solo mais adequado para este tipo de planta deve ser solto, bem drenado e rico em nutrientes. Para que as flores cresçam melhor e doam menos, cerca de 4 semanas antes do plantio, deve-se colocar cinzas no solo e tudo deve ser cavado bem. Além disso, húmus e turfa são adequados para fertilizar o solo, assim como outros fertilizantes minerais que podem ser adquiridos em lojas especializadas.

Ao escolher um bulbo de lírio em uma floricultura, é imperativo descobrir a que espécie esta planta está relacionada. O fato é que as características de cuidado com os diferentes tipos de lírios são um tanto diferentes. Você deve parar sua escolha nas lâmpadas mais fortes, em cuja superfície não haja sinais de danos, além de apodrecimento. Deve-se ter em mente que o comprimento mínimo da raiz para os bulbos dessas flores é de 5 cm.

Características de pouso

É necessário plantar bulbos de lírios no outono ou na primavera, em alguns casos este procedimento pode ser realizado no verão. Plantar plantas na primavera é uma opção bastante popular. Nesse caso, o bulbo poderá enraizar bem, ficar mais forte e não congelar durante o inverno.

Mas os especialistas ainda aconselham o plantio de lírios no outono. As raízes têm tempo para começar antes da primeira geada. Porém, neste caso, o produtor deve tomar todas as medidas necessárias para o sucesso da invernada dos bulbos. Essas flores geralmente são plantadas no primeiro mês do outono. Mas, neste momento, o produtor pode ter dificuldade em comprar lâmpadas de alta qualidade. É possível nesse período transplantar os lírios disponíveis no local.

Deve ser lembrado que é necessário plantar essas plantas na primavera e no outono de acordo com o mesmo princípio. O primeiro passo é preparar o buraco cavando-o. No fundo do buraco, você precisa colocar areia e, em seguida, coloque a cebola nele. As raízes devem ser endireitadas com cuidado e, em seguida, despeje areia no buraco. De cima, o bulbo deve ser coberto com terra, e após o término do plantio, é necessário regar a planta em abundância. A profundidade do plantio depende diretamente do tipo e variedade de lírios. Portanto, pode ser igual a 15-30 cm.

Um plantio bastante profundo adia o início da floração, mas ao mesmo tempo esse lírio dá um maior número de descendentes. No início do período de outono, essa planta tem tempo para crescer e, se necessário, nessa época, você pode transplantar um lírio, multiplicando-o simultaneamente. No entanto, nem em todos os casos é necessário aguardar o início do período de outono, de modo que um transplante de lírio pode ser realizado imediatamente após o desbotamento da planta.

Recursos do transplante:

  • você precisa desenterrar a flor com um forcado (isso protegerá os bulbos de danos);
  • o sistema radicular deve ser regado com água;
  • em seguida, os brotos são separados e imersos por algum tempo em uma solução fraca de potássio de manganês;
  • as raízes devem ser aparadas de modo que tenham cerca de 10 cm de comprimento;
  • lírios são plantados no solo.

Recursos de cuidados

Esta flor não exige cuidados. Precisa ser regado na hora certa e as ervas daninhas removidas. Durante o crescimento intenso, o lírio precisa de muita umidade. Porém, você deve tentar não alagar a planta, pois ela não gosta de umidade excessiva. Nos dias quentes de verão, a rega é feita de manhã e à noite, sendo recomendável aplicar uma cobertura morta no solo para que não seque muito rapidamente.

A 1ª alimentação é realizada na primavera após o surgimento dos brotos. Quando a floração começa, os lírios são alimentados com fertilizante de fósforo e potássio. Os fertilizantes necessários à alimentação podem ser adquiridos em loja especializada.

Freqüentemente, os lírios orientais híbridos toleram muito mal o inverno. Recomenda-se cobrir tal flor em tempo chuvoso, isso evitará forte encharcamento do solo e o desenvolvimento de podridão nos bulbos. Você só precisa arejar os lírios quando o sol está brilhando.

A falta de floração pode ser devido ao plantio profundo. O rápido murchamento das flores está associado ao superaquecimento do solo. Nesse caso, sua superfície deve ser coberta com cobertura morta.

Como cuidar dos lírios. Site Garden World

Apenas uma praga pode aparecer na planta - o besouro do lírio. Recomenda-se recolhê-lo manualmente. O fato é que o tratamento químico pode prejudicar significativamente a aparência da folhagem.

Quando o lírio murchar, é preciso esperar um pouco e só então colher as sementes. A rega é realizada até o final do outono ou antes do transplante.

É necessário armazenar as lâmpadas corretamente. Portanto, os bulbos devem ser limpos da terra e secos.


Flor Astrantia - plantio e cuidados em campo aberto, variedades com descrição, foto

As plantas perenes espetaculares, mas pouco conhecidas, de Astrania podem ser usadas de várias maneiras no jardim. Têm uma silhueta delicada, flores com numerosos estames salientes, semelhantes a broches em forma de estrelas. Eles são decorativos após a floração. Aprenda como cultivar Astrantia - plantando e cuidando em campo aberto, variedades de fotos, propagação de plantas.

  1. Descrição da planta
  2. Variedades populares
  3. Plantar no jardim
  4. Local de coleta
  5. Solo
  6. Pousar
  7. Crescendo no jardim
  8. Resistência à geada
  9. Rega
  10. Fertilizante
  11. Poda
  12. Reprodução
  13. Doenças, pragas
  14. Aplicação no jardim

Tipos, variedades

O gerânio de jardim, despretensioso às condições de cultivo, dependendo da espécie, pode ser alto ou subdimensionado, difere não só no tamanho, mas também na cor das flores. Você pode escolher um arbusto adequado para um jardim de flores ou rochedo, escolhendo entre várias variedades. As seguintes variedades perenes de pelargonium de rua são mais populares entre os jardineiros.

  • Balcãs (grande rizoma).
    Tem um rizoma espesso e ramificado, o arbusto cresce até 30 cm, as folhas são compridas, verde-escuras, no outono adquirem uma tonalidade amarelo-avermelhada. Os pedúnculos são longos, as inflorescências são vermelhas ou roxas. Na foto abaixo vocês podem ver o formato das flores em close.

  • Georgiano.
    Um arbusto herbáceo despretensioso que cresce em um local por até 10 anos. Floração abundante, inflorescências de tonalidade púrpura brilhante.
  • Pântano.
    Difere em flores roxas de tamanho médio, caules eretos e ramificados com 50-70 cm de altura O arbusto permanece compacto, floresce durante todo o verão. Em agosto, as sementes pequenas amadurecem, a variedade se multiplica por semeadura própria.
  • Sangue vermelho.
    Difere na floração abundante, flores vermelhas brilhantes atingem um diâmetro de 4 cm. Um arbusto esférico cresce até 60 cm, as folhas são verdes claras, com um padrão dissecado, tornam-se vermelhas no outono. A floração dura todo o verão. A foto mostra um arbusto pelargonium vermelho-sangue em toda a sua glória.

  • Himalaia (flor grande).
    Os arbustos atingem uma altura de 30-50 cm, as folhas com bordas arredondadas atingem 10 cm de comprimento, as flores são grandes, com cerca de 5 cm de diâmetro, roxas, com nervuras avermelhadas brilhantes.
  • Magnífico.
    Espécie de flores grandes, floresce de maio a junho com flores azul-violeta. A altura do arbusto é de 40-60 cm, no outono as folhas verdes ficam vermelhas.
  • Variedade "Céu de verão".
    Variedade invulgarmente espectacular com grandes flores duplas de cor azul, com cerca de 3 cm de diâmetro, com floração abundante, o arbusto atinge uma altura de 50-60 cm.
  • Prado.
    Assemelha-se a um arbusto denso, atinge 120 cm de altura, as flores lilases surgem a meio do verão, não florescem até ao outono. A foto mostra um close-up de um balneário em flor em um prado gramado.


Transplante e divisão de lâmpadas

Para que um lírio, plantio e cuidado que não requer habilidades especiais em campo aberto, se desenvolva bem e floresça, seus bulbos devem ser regularmente transplantados para um novo local. Caso contrário, seus caules tornam-se letárgicos e as flores ficam menores. A frequência do transplante necessário depende do tipo de lírio cultivado:

  • Os lírios encaracolados e americanos sem transplante crescem até 15 anos.
  • Lírios orientais e de flor longa, híbridos OT e La são transplantados a cada 3-5 anos.
  • Os lírios asiáticos e tubulares podem ser replantados todos os anos à medida que crescem intensamente.

Transplante no outono

A época ideal para o transplante de um lírio, cujo cuidado foi organizado de acordo com todas as regras, é o início do outono. Os bulbos são desenterrados em agosto ou no início de setembro, um mês e meio após a floração. A essa altura, eles acumularam uma quantidade suficiente de nutrientes e rapidamente criaram raízes em um novo lugar. Com o plantio no final do outono, há uma grande probabilidade de que os bulbos não tenham tempo de criar raízes e morram no solo congelado.

As crianças são separadas dos bulbos escavados para transplante. Freqüentemente, eles caem sozinhos, mas se os bulbos filhas forem bem recolhidos no ninho, eles são cortados com uma faca limpa, certificando-se de manter uma parte do fundo em cada bulbo. Dividir os bulbos é a forma mais fácil e confiável de reproduzir os lírios, preservando todas as qualidades maternas da variedade.

Escamas secas e podres são removidas dos bulbos e raízes muito longas são cortadas. São tratados com antifúngicos: solução de permanganato de potássio a 1%, iodo a 2%, sulfato ferroso a 1% e base. Em seguida, são secos em local com sombra e bem ventilado.

É aconselhável plantar lírios em um novo local dentro de uma semana após a escavação para que os bulbos não sequem. Lâmpadas filhas pequenas são plantadas separadamente para crescerem até uma profundidade de 5-7 cm e depois de um ou dois anos, são novamente transplantadas para um local permanente.

Transplante de primavera

Híbridos de lírios orientais e OT são transplantados na primavera, uma vez que eles murcham apenas no final de agosto. Seus bulbos são desenterrados no final do outono, secos e armazenados em local fresco. Coloque-os em sacos plásticos ou recipientes plásticos com orifícios de ventilação e polvilhe com serragem úmida ou musgo para evitar que sequem. Os bulbos são plantados em local permanente quando passa a ameaça de geadas recorrentes.

Dividindo o ninho de bulbos de lírio na primavera

O transplante de primavera também é permitido durante o cultivo de outros tipos de lírios, antes da emergência ou no início do desenvolvimento dos brotos. É importante levar em consideração que durante o transplante de primavera, os lírios se desenvolvem rapidamente e o aparecimento de brotos precoces pode levar à sua morte devido às geadas tardias.

Transplante de lírios no verão

Os lírios brancos precisam de um transplante de verão, cujo ciclo da vegetação tem características próprias. Eles entram na fase de descanso em julho-agosto, e em setembro já começam a formar uma nova roseta. No momento do transplante não é necessário cortar o caule, mas é aconselhável encurtar as raízes longas para 7 a 10 cm. Regar os lírios após a finalização do procedimento deve ser abundante, estimulando o crescimento de novas raízes.

Dividir e plantar lírios em julho também é possível durante o cultivo de lírios asiáticos. Os ninhos cavados são divididos em caules separados com um bulbo e imediatamente plantados em um novo local. Neste caso, os botões e flores existentes são cortados.

Cultivar lírios no campo é possível até para um florista novato, desde que siga as regras para cuidar deles. É importante lembrar que dependendo da espécie, os lírios precisam de diferentes condições, cuja observância será a chave para uma floração abundante e colorida.


Assista o vídeo: Como plantar Lírio da Paz - Essa planta nunca deve faltar na sua casa!!