Interessante

Coleria

Coleria


O gênero de plantas Koleria é um representante da família Gesneriev, inclui cerca de 65 espécies. Na natureza, esta planta pode ser encontrada desde o México até a América Central, e também na Colômbia e na ilha de Trinidad. O nome desta planta foi dado em homenagem a Michael Kohler, que viveu em Zurique no século 19 e foi um famoso professor. Os representantes deste gênero são notáveis ​​por suas baixas exigências de umidade e temperatura do ar e, portanto, é muito mais fácil cultivá-los em comparação com outras plantas incluídas na família Gesnerievye.

Coleria é uma erva ou arbusto perene. A raiz do tubérculo de tal planta é escamosa. As placas foliares pecioladas opostas, de comprimento alongado, têm forma ovóide. Na superfície das folhas existe uma cobertura densa, constituída por pêlos, com cerca de 15 centímetros de comprimento e cerca de 8 centímetros de largura. Em algumas espécies, a superfície da folhagem verde escura apresenta estrias vermelhas, enquanto em outras espécies o prato é verde-oliva escuro e a nervura central é de cor clara. A folhagem pode ser brilhante e nervurada, ou as placas são cobertas com pelos vermelhos ou brancos. Nos híbridos, a cor da folhagem é prata ou bronze. Quando cultivada dentro de casa, esta planta tem uma floração exuberante. No pedúnculo axilar, crescem 1-3 flores. O tamanho do tubo da corola é de cerca de 50 mm, ele é ligeiramente alargado para baixo e estreito em direção à faringe. Os corollas têm a forma de um sino. A faringe bem aberta tem cinco lobos obtusos, em sua superfície há muitas manchas, pontos e traços. Em condições naturais, a cor das flores é muito diferente: flores rosa em um pescoço branco são pontos de cor rosa escuro; as flores laranja-avermelhadas têm garganta amarela, em cuja superfície há manchas de cor vermelho-escura; as flores são marrons com pontos de cor branca e há um padrão rosa na garganta branca.

Breve descrição do cultivo

  1. florescer... Em julho - novembro.
  2. Iluminação... Precisa de luz solar forte, que deve ser difusa.
  3. Regime de temperatura... No verão e na primavera de 22 a 26 graus, e no inverno - de 16 a 18 graus.
  4. Rega... Na primavera e no verão é necessário regar abundantemente e com frequência, no outono realiza-se uma redução gradual da rega. No inverno, a rega deve ser escassa e rara, enquanto o torrão de terra não deve secar completamente.
  5. Umidade do ar... Comum para quartos nas dependências. Em dias de calor, o recipiente com o arbusto deve ser colocado sobre um palete preenchido com argila expandida umedecida.
  6. Fertilizante... É necessário alimentar a flor em 1 de abril-outubro em 7 dias, para isso, fertilizante é usado para plantas com flores.
  7. Período dormente... Novembro - março.
  8. Transferir... Se necessário, no início de um crescimento intensivo.
  9. Mistura de solo adequada... Deve incluir folha e solo de turfa, areia e húmus (4: 2: 1: 1).
  10. Reprodução... Por método de sementes e estacas.
  11. Insetos nocivos... Bainhas, ácaros-aranha, moscas-brancas, tripes e cochonilhas.
  12. Doença... Se o arbusto for mal cuidado ou colocado em condições inadequadas, pode ter problemas com a folhagem ou com a floração.

Flores de interior despretensiosas Coleria

Cuidando da pintura em casa

Iluminação

Quando cultivadas em ambientes internos, os peitoris de janela localizados no lado oeste ou leste da sala são muito adequados para o cultivo. Se o arbusto estiver na janela sul, precisará ser protegido da luz solar direta, para isso você pode usar um pano ou filme transparente. E, neste caso, a flor pode ser colocada mais profundamente na sala. Ao cultivar um arbusto em uma janela voltada para o norte, há uma grande probabilidade de que a floração não ocorra devido à falta de luz. No inverno, ele também precisa de muita luz.

Regime de temperatura

No verão e na primavera, a coléria precisa de calor (de 22 a 26 graus), e no inverno, de frio (não mais de 16 graus).

Como regar

No período primavera-verão, a rega do arbusto é realizada imediatamente após a secagem da camada superior do substrato. Com o início do outono, a rega vai diminuindo gradativamente, e no inverno deve ser muito escassa, mas ao mesmo tempo, certifique-se de que o torrão de terra na panela não seque. Para irrigação, use água bem estabilizada. A rega de fundo é mais adequada para tal cultura, o fato é que a entrada de água na folhagem tem um efeito extremamente negativo em sua condição.

Pulverização

Quando cultivado em casa, o arbusto se desenvolve dentro dos limites normais e com baixa umidade do ar. No entanto, deve-se ter em mente que quanto mais alta a umidade no ambiente, melhor o esquema de cores cresce e se desenvolve. É impossível borrifar com água, pois a entrada de líquido na superfície da folhagem é altamente indesejável. Para aumentar a umidade do ar, recomenda-se colocar o recipiente com a flor sobre um estrado, no qual se deitam primeiro os seixos umedecidos, certificando-se de que o fundo do vaso não fique no líquido.

Cobertura de coleria

A cobertura de coleria é realizada em abril - outubro 1 vez por semana, para isso é necessário o uso de fertilizantes para plantas com flores. Nenhuma alimentação é realizada de novembro a março.

Características de floração

Como regra, quando cultivadas em ambientes fechados, o florescimento de coleria é observado em julho-novembro.

Período dormente

Na maioria das vezes, durante o período de dormência, as folhas e caules não morrem nos arbustos, nesse sentido, não podem ser removidos, porém, a poda de caules longos tem um efeito positivo na formação do sistema radicular. Durante o período de dormência, o arbusto precisa de refrigeração (de 12 a 16 graus). Nesta altura, a planta é regada de forma muito esparsa e raramente, mas ao mesmo tempo é necessário garantir que o substrato no recipiente não seque completamente.

Transferir

O transplante de Koleria é realizado, se necessário, após o sistema radicular deixar de ser colocado no vaso. Recomenda-se o transplante pelo método de transbordo, sendo que o vaso novo deve ter a mesma altura do antigo, porém mais largo. Uma mistura de solo adequada para este procedimento deve consistir em solo folhoso e pouco denso e também areia (4: 2: 1). Também para este fim, é adequado um substrato constituído por solo folhoso, relvado e húmus, bem como areia (2: 3: 1: 1). Devido ao fato da planta reagir de forma extremamente negativa à estagnação do líquido nas raízes, recomenda-se deitar uma pequena quantidade de carvão vegetal na mistura do solo e na camada de drenagem. Se o arbusto ainda é jovem, então, ao fazer a mistura de solo, o gramado deve ser excluído de sua composição.

Métodos de reprodução

Coleria de sementes

A semeadura das sementes de coleria é realizada na segunda metade do inverno. Para a semeadura são utilizadas tigelas, as sementes são distribuídas uniformemente na superfície do substrato, mas ao mesmo tempo não é necessário cobri-las com uma camada de terra por cima. Uma mistura de solo adequada para a semeadura deve incluir 1 parte de solo folhoso e 2 partes de areia. Após a semeadura da coléria, a mistura do solo deve ser colocada em uma peneira e o recipiente coberto com vidro. As lavouras devem ser ventiladas diariamente e devem ser colocadas em local aquecido (de 20 a 24 graus). Depois que as mudas aparecem, o abrigo é removido e as plantas mergulham em um recipiente maior, usando a mesma mistura de solo usada para a semeadura (veja acima). Ao mergulhar, uma distância de cerca de 20 mm é observada entre os tiros. Após 4 a 6 semanas, as plantas maduras mergulham novamente, para isso são transferidas para um novo recipiente, mantendo uma distância de 30 mm entre as mudas. Em vasos separados, atingindo 70 mm de diâmetro, o koleriya é plantado apenas quando os arbustos se desenvolvem bem, usando uma mistura de solo consistindo de grama leve, turfa e solo decíduo, além de areia (1: 2: 4: 2).

Reprodução de coleria por estacas

Esta planta também pode ser propagada por estacas, para isso é necessário cortar a parte superior do rebento. Para o enraizamento, as estacas são plantadas numa mistura composta por areia e terra frondosa, tomadas em partes iguais, podendo também utilizar-se apenas areia para tal. O substrato é umedecido e, em seguida, o recipiente é coberto com vidro por cima. Deve ser lembrado que umidade muito alta pode causar apodrecimento nas mudas. Para acelerar o processo de enraizamento, as estacas são tratadas com um agente que estimula o crescimento das raízes antes do plantio, e também será necessário aquecer o fundo do recipiente. O processo de enraizamento leva cerca de meio mês. As estacas enraizadas devem ser transplantadas para vasos separados, usando o mesmo substrato usado para o plantio de espécimes adultos (veja acima).

Koleria de plantas de interior: propagação de folhas em casa

Doenças e pragas da coléria

Manchas marrons na folhagem... Para evitar o aparecimento de manchas marrons nas placas das folhas, é necessário utilizar água não fria, mas ligeiramente morna, para regar o arbusto.

Folhas de coléria empalidecem... Se a luz solar direta incide sobre a folhagem ou se o arbusto está superalimentado, a superfície das placas das folhas fica desbotada e pontos amarelos se formam nela.

Uma flor cinza apareceu na folhagem... Se uma camada cinza se formar nas placas das folhas, isso é um sinal de que o arbusto está afetado por uma doença fúngica. Isso pode acontecer devido à umidade do ar excessivamente alta e estagnação da água na mistura do solo.

Torcendo a folhagem... As placas de folha podem enrolar devido ao fato de que a planta não tem umidade suficiente. Para aumentar o nível de umidade do ar, ele deve ser pulverizado com um pulverizador ao redor do arbusto usando água morna. Neste caso, deve-se ter cuidado para que o líquido não entre na superfície das chapas.

Coleria não floresce... Às vezes, a floração pode estar completamente ausente ou extremamente escassa, embora haja vários motivos:

  • estagnação regular de água no substrato;
  • durante o período de descanso, a temperatura do ar na sala estava muito alta ou muito baixa;
  • o arbusto carece de luz;
  • umidade do ar excessivamente baixa.

Coleria sai murchando. Se no inverno o arbusto sentir falta de luz, sua folhagem pode murchar um pouco.

Por que Coleria floresce mal?

Pragas da coléria

Na maioria das vezes, tripes, cochonilhas, moscas-brancas, cochonilhas e ácaros-aranha instalam-se nessas flores.

Tipos e variedades de coleria com fotos e nomes

Koleria bogotensis (Kohleria bogotensis)

Essa planta perene herbácea ocorre naturalmente nas florestas colombianas, mas prefere crescer em solo rochoso. A altura do arbusto é de cerca de 0,6 m. Na superfície dos brotos retos não ramificados há pubescência, consistindo de pêlos brancos ou ruivos. O formato da folhagem pontiaguda é ovalado em forma de coração ou oval largo, atinge cerca de 75 mm de comprimento e até 35 mm de largura, a borda é recortada. A superfície frontal da lâmina foliar é verde escura, apresenta pubescência, localizada ao longo das nervuras e composta por cerdas brancas e variegadas. O comprimento dos pedicelos pubescentes é de cerca de 50 mm, eles crescem de 1 a 2 flores, que são axilares e caídas. O tubo da corola tem cerca de 25 mm de comprimento, pubescente e vermelho pálido por fora e vermelho alaranjado para baixo. Na superfície interna da garganta amarela, há manchas e listras de cor vermelha. A floração é exuberante, inicia-se na segunda metade do período de verão e se estende até as primeiras semanas de outono.

Coleria majestic (Kohleria magnifica)

Existem pêlos ruivos na superfície do caule. As lâminas foliares têm aspecto acolchoado, são lustrosas e apresentam na sua superfície uma pubescência constituída por pelos brancos. Grandes flores laranja-avermelhadas têm listras escuras que vão direto para a faringe.

Coleria peluda (Kohleria hirsuta)

A cor da folhagem é bronze. A superfície externa das flores tubulares tem uma cor vermelha, na superfície da garganta amarela há manchas vermelhas ricas.

Coleria spikelet (Kohleria spicata)

A pátria desta espécie é o México. O arbusto é muito pequeno, as placas foliares que o adornam têm uma forma alongada. No topo dos longos caules estão flores vermelhas, cuja garganta é laranja.

Coleria Linden (Kohleria lindeniana)

Em condições naturais, esta espécie é encontrada nas regiões montanhosas do Equador. A altura desta planta herbácea perene é de cerca de 0,3 m, na superfície da mata há pubescência, composta por pelos brancos. O comprimento das placas das folhas ovais é de cerca de 70 mm e a largura de até 20 mm. A parte inferior das folhas verdes tem uma tonalidade rosa pálido; veios esverdeados ou branco-prateados são claramente visíveis na superfície frontal verde escura do prato. Uma ou várias flores axilares são formadas em pedúnculos, cujo comprimento é de cerca de 60 mm. A corola tem forma de sino, o comprimento das pétalas da flor e do tubo da corola não excede 10 mm. Na superfície do tubo há pubescência de pelos brancos, sua superfície interna é amarela com manchas marrons na faringe e listras roxas estão presentes na superfície externa branca dos membros. A floração exuberante é observada na primeira metade do período de outono.

Dedaleira coleria (Kohleria digitaliflora)

Na natureza, essa planta perene herbácea é mais freqüentemente encontrada nas florestas da Colômbia. Na superfície há uma densa pubescência de pelos brancos, os caules são retos. A forma das placas foliares é elíptica (lanceolada ou ovoide), seu comprimento é de 18 a 20 centímetros e sua largura de 10 a 12 centímetros. Na superfície das placas de folhas verdes pecioladas curtas há uma pubescência de pelos, enquanto na superfície dura é mais densa do que na frente. Até cinco flores crescem em inflorescências axilares. O comprimento do tubo da corola é de cerca de 30 mm, é branco e na parte superior com uma tonalidade rosada. Existem pontos roxos na superfície da garganta verde da corola. O arbusto floresce de forma mais magnífica no último verão e nas primeiras semanas de outono.

Coleria desigual (Kohleria inaequalis)

Um arbusto de tamanho médio não apresenta grande pubescência. Flores laranja-avermelhadas, os lóbulos dos galhos são avermelhados e há pontos escuros na superfície.

Coleria agradável (Kohleria amabilis)

Essas plantas perenes herbáceas na natureza são mais freqüentemente encontradas nas montanhas da Colômbia, a uma altitude de 800 m acima do nível do mar. Na superfície dos caules verdes ou vermelhos há pubescência de pelos brancos, seu comprimento é de cerca de 0,6 m. O comprimento dos pecíolos é de cerca de 25 mm. As placas foliares ovóides opostas têm até 100 mm de comprimento e cerca de 70 mm de largura. A face frontal da folhagem é verde escura ou verde, e o dorso é esverdeado, com linhas branco-prateadas e estrias vermelho-acastanhadas no prato. Na superfície externa das flores axilares há pubescência, o tubo da corola é rosa - com manchas brancas ou brancas com manchas roxas na faringe. A floração dura quase todo o ano.

Coleria fofa (Kohleria eriantha)

As placas de folha aveludadas de cor escura têm uma borda vermelha. A cor das grandes flores púberes é laranja-avermelhada, na superfície do lobo inferior do membro há muitas manchas amarelas.

Coleria tubiflora (Kohleria tubiflora)

Ocorre naturalmente na Costa Rica e na Colômbia. A altura do arbusto é de cerca de 0,6 m. A superfície inferior das placas de folha compridas ovais é vermelha e a superior é verde escura. O comprimento das flores vermelhas e laranjas é de cerca de 25 mm.

Coleria de lã (Kohleria lanata)

A pátria desse tipo é o México. Os tiros são poderosos. Placas de folhas ovais pequenas, crenadas ao longo da borda, têm uma pubescência densa de pelos fulvos.Na superfície do tubo da corola vermelho-alaranjado, existem pontos de uma cor carmesim pálida, cobrem os lóbulos do ramo aberto. O arbusto parece fofo devido ao fato de que pequenos pelos crescem em toda a sua superfície.

KOLERIYA é uma planta ampelosa da família Gesneriev. Cuidados domiciliares


As flores lembram sinos modificados com uma corola alongada. Sua cor pode ser diferente: do rosa ao marrom escuro, intercalada com uma tonalidade diferente. Na maioria das vezes, os híbridos são cultivados em casa, que têm um longo período de floração.


Requisitos para o cultivo de coleria, atendimento domiciliar

    Iluminação. Uma vez que a planta prefere luz brilhante, mas difusa em condições de crescimento natural, em quartos é mais adequada para um lugar no parapeito das janelas leste ou oeste.

Temperatura do conteúdo. Nos meses de primavera e verão, recomenda-se manter o calor entre 22-26 graus, com a chegada do outono, os indicadores diminuem gradualmente para 16 unidades.

Umidade do ar. A coléria, quando cultivada em ambientes, resiste bem ao ar seco de interior, porém, com um conteúdo mais úmido, desenvolve-se muito melhor e mais rápido. Por se tratar de planta pubescente, não se deve pulverizar, pois gotas de umidade podem provocar apodrecimento ou privar flores e folhas de decoratividade. Portanto, a umidade é aumentada de outras formas: colocam umidificadores de ar ou um vaso com água próximo à coléria, o vaso de flores é colocado em uma bandeja funda com argila expandida despejada no fundo e uma pequena quantidade de água.

Rega. No período primavera-verão, recomenda-se regar a koleriya, com foco no estado da camada superficial do solo no vaso. Assim que secar, faça-se umedecimento com água bem sedimentada. É necessário que o torrão de terra não seque. Além disso, os especialistas recomendam o uso de rega de fundo, quando o líquido é colocado em um suporte sob o vaso de flores e, após 15-20 minutos, as sobras são drenadas. Tudo isso porque quase todas as partes da planta estão cobertas de pelos.

Fertilizante. De abril a meados do outono, a cor deve ser alimentada com formulações para plantas de interior com flor. A regularidade desses fertilizantes uma vez por semana. Nos meses de inverno e no restante do outono, a alimentação não é usada.

  • Transferir a koleriya é realizada quando as raízes dominam completamente todo o solo do vaso. E o transbordo é realizado de forma a não prejudicar o sistema radicular. Uma camada de drenagem é colocada no fundo do novo pote.

  • O substrato é composto das seguintes opções:
    • solo frondoso, solo de relva leve, areia de rio (proporção 2: 1: 0,5)
    • solo de húmus, solo de relva leve, solo com folhas, areia grossa (na proporção de 1: 3: 2: 1).

    Para que a umidade não fique estagnada na mistura do solo, um pouco de carvão amassado é misturado a ela. Para plantas jovens, o substrato de grama não é suplementado.


    Reprodução de soja em casa

    Os floristas praticam a semeadura e o enraizamento de estacas de caule. Com uma certa paciência, é possível cultivar uma hoya a partir de uma única lâmina de folha. Antes de propagar a soja em casa, você precisa se familiarizar com os métodos existentes de obtenção de novas plantas.

    A melhor época para a criação de soja é o início da estação de crescimento. Embora a planta não tenha um descanso pronunciado, durante a estação fria do ano, o crescimento da videira fica mais lento. Com a chegada da primavera, a hoya presta-se mais eficazmente à reprodução, embora seja possível experimentar o enraizamento dos rebentos noutros meses, mas não na altura da floração.

    Hoya: propagação por estacas

    O talo é cortado de um pagão saudável. Deve ser curto - 5-6 cm, composto por dois entrenós e 1-2 pares de folhas. As lâminas das folhas inferiores são removidas, deixando apenas o par superior. Antes de enraizar a soja, a muda é seca por algumas horas, depois o corte é tratado com um estimulador de formação de raízes - heteroauxina, zircão ou raiz de raiz e enterrado em uma mistura de solo ou em um recipiente com água.

    Opções de substrato para enraizamento de estacas:

    • turfa e areia, tomadas em partes iguais
    • 2 partes de solo fértil de jardim e 1 parte de areia
    • comprimidos de turfa
    • vermiculita
    • musgo esfagno.

    Uma placa com uma alça colocada em água ou um substrato é coberta com filme plástico ou vidro e regularmente umedecida com um borrifador, não se esqueça de arejar com freqüência. Os cultivadores experientes usam garrafas de plástico com um corte no fundo e fornecem acesso ao ar desatarraxando a rolha.

    Um vaso com alça enraizada é colocado em local aquecido, onde é possível manter constantemente uma temperatura de 22 graus Celsius. As raízes aparecerão após 2 semanas. A planta é transplantada para um vaso independente sem esperar por um sistema radicular desenvolvido, pois, à medida que se alonga, raízes frágeis se rompem facilmente durante o transplante.

    Propagação de Hoya por uma folha

    A folha é escolhida sã e jovem, cortada com um pequeno fragmento do pecíolo - é aqui que se localiza o ponto de crescimento. Isso é importante, pois, cortada bem na base, ficará uma lâmina folhosa se projetando do solo, mesmo com raízes, e não formará um broto.

    O método de obtenção de um novo espécime de uma folha separada é semelhante a como a soja se propaga por uma estaca. O material de plantio também é seco e tratado com raiz ou outro estimulante de formação de raiz. A composição da mistura do solo é a mesma, porém as folhas são plantadas em vaso apertado em vários pedaços e alimentadas periodicamente. Levará muito tempo, cerca de um ano, antes que um pagão seja formado a partir de uma folha enraizada.

    Cultivo de soja a partir de sementes

    Em condições internas, o processo de polinização é difícil e é quase impossível se tornar o proprietário do material de plantio. No entanto, se você tiver sorte, ele pode ser comprado em uma loja especializada ou pedido de fornecedores. As sementes de soja na foto parecem pequenas, hemisféricas e de cor castanha escura, com uma penugem característica, como um dente-de-leão. Eles amadurecem em pequenos frutos. Eles devem ser semeados em uma mistura de solo consistindo de terra frondosa e gramada misturada com musgo esfagno picado no ano da colheita.

    As mudas aparecem rapidamente, após cerca de uma semana. O solo é constantemente regado, mas certifique-se de que o excesso de água flui para a panela através dos orifícios de drenagem. Um vaso com mudas é mantido em um canto aquecido da sala e, após cerca de 3 meses, uma planta com 2-4 folhas é assentada em recipientes separados. Para prevenir infecções fúngicas, é pulverizado periodicamente com líquido bordalês.

    Sabendo como cultivar soja a partir de sementes, muitos novos espécimes são obtidos, mas este método não é totalmente adequado para plantas híbridas - as características parentais da variedade são freqüentemente perdidas.


    Como cuidar da coléria

    Coleria é bastante adaptável para cultivo em condições de iluminação artificial e também é adequada para cultivo em estufas tropicais. É um pouco mais difícil cultivar esta planta em um apartamento comum. A flor se sente confortável sob o sol aberto, mas prefere crescer em condições de alta umidade. Nos dias quentes de verão, os raios solares podem causar queimaduras em forma de manchas amarelas na superfície das folhas, por isso não deixe a cor por muito tempo ao sol.

    Após um período de crescimento ativo e floração, a planta perde sua bela aparência - ela começa a se preparar para um período de dormência, então você precisa dar a ela a oportunidade de secar entre uma rega leve. A parte superior pode ser aparada depois que as folhas estiverem quase murchas. Mas é importante lembrar que a kaleria é uma flor que ama a luz, portanto, mesmo durante a dormência de inverno, de dezembro a abril, requer iluminação suficiente.

    O solo

    Coleria prefere crescer em uma mistura de solo de grama (folha), turfa e areia (perlita) em uma proporção de 2: 1: 1.

    Temperatura

    A temperatura da sala onde a flor cresce pode ser mantida na faixa de 16 a 26 ° C. No inverno, a temperatura deve ser ligeiramente reduzida, mas não inferior a + 12 ° C. Ao mesmo tempo, observe que o koleriya não tolera correntes de ar frio.

    Rega

    Regue a planta moderadamente com água morna. Não encha até que o substrato esteja alagado, mas a secagem também não é permitida. E quando a kaleria está em um estado de dormência de inverno, a intensidade da rega deve ser limitada.

    Umidade do ar

    A Coleria prefere um ambiente úmido, por isso é aconselhável instalar umidificadores de ar nos ambientes onde ela cresce. Você não pode borrifar a planta com um borrifador; em casos extremos, você pode borrifar água morna ao redor da flor no ar, evitando gotas na própria planta.

    Top curativo

    Você pode alimentar o koleriya durante a estação de crescimento ativa com uma mistura regular de fertilizantes minerais uma vez a cada três ou quatro semanas.

    Reprodução

    A maneira mais fácil de propagar esta planta é dividindo o rizoma. Isso é feito em março ou no final do outono, após o período de floração. A flor deve ser cuidadosa, para não danificar as raízes, tire-a do vaso, enxágue a raiz com água morna corrente, divida e plante em recipientes com o mesmo substrato que é usado para o cultivo.

    Você pode propagar kaleria por sementes, para isso, as sementes são semeadas em janeiro-fevereiro em uma mistura de grama e areia e cubra o recipiente com filme plástico ou vidro. Recomenda-se a germinação das sementes a uma temperatura de cerca de 22 - 24 ° C.

    Cortar ou espreitar como método de reprodução também é bastante aceitável. Para fazer isso, use os topos da planta. As folhas e flores inferiores são removidas e vários cortes (3 - 6 peças) são colocados em copos de água macia em temperatura ambiente. Quando as raízes aparecem no fundo das mudas, elas devem ser plantadas em recipientes com uma mistura de areia e turfa. Dentro de 5 a 6 semanas, as mudas irão enraizar o suficiente e então podem ser transplantadas para vasos regulares.

    Transferir

    Kaleria prefere vasos baixos e largos, por isso não é necessário aumentar o tamanho do vaso durante o transplante. O transplante de plantas deve ser feito no máximo uma vez a cada dois ou três anos no mesmo vaso, substituindo-se apenas o substrato por um novo, sem esquecer de encher o dreno até o fundo. Transplante com cuidado para não danificar o frágil rizoma.

    Pragas e doenças

    Coleria é resistente à infestação de insetos, mas às vezes pulgões, ácaros ou cochonilhas aparecem nela com cuidado. O excesso de água pode causar podridão cinzenta ou raiz. Nesse caso, a planta afetada pela doença ou praga deve ser tratada com uma solução inseticida e a intensidade da rega deve ser reduzida.

    Apesar de a Coleria não ser uma das flores de interior comuns entre os floristas, ao contrário das suas "parentes" superpopulares - Gloxinia, Saintpaulia ou Streptocarpus, recomendamos-lhe esta bela planta com um longo período de floração.


    Assista o vídeo: НАЧИНАЕТСЯ ЗДЕСЬ, 1000 РУБЛЕЙ КАЖДЫЙ ДЕНЬ!