Vários

"Narciso - Narciso - Como cuidar e cultivar seu narciso



COMO CRESCER E CUIDAR DE NOSSAS PLANTAS

NARCISO

O narciso é uma planta que, além de alegrar o jardim, é fácil de cultivar e se multiplica com muita facilidade.

ÍNDICE DE CONTEÚDO DO ARTIGO

  • Classificação botânica
  • Características gerais do narciso
  • Distribuição geográfica e origem
  • Espécies principais
    • Narcissus poeticus
    • Narcissus Tazetta
    • Narcissus bulbocodium
    • Narcissus serotinus
    • Narcissus pseudonarcissus
  • Técnica de cultivo de narciso
    • Exposição
    • Temperatura
    • Rega
    • Quando e como plantar bulbos de narciso
    • Onde plantar os narcisos
    • Tipo de solo - repotting
    • Fertilização
    • Poda
    • Multiplicação
  • Floração do narciso
  • Parasitas e doenças
  • Guia para comprar lâmpadas de narciso
  • Curiosidade

CLASSIFICAÇÃO BOTÂNICA

Reino

:

Plantae

Clado

: Angiospermas

Clado

: Monocotiledôneas

Pedido

:

Asparagales

Família

:

Amaryllidaceae

Gentil

:

Narciso

Espécies

: veja o parágrafo sobre "Principais espécies"

CARACTERÍSTICAS GERAIS DO NARCISO

As plantas pertencentes ao gênero NARCISSUS, mais conhecido como NARCISO, pertencem ao Família Amaryllidaceae, uma grande família dentro da qual encontramos plantas bem conhecidas, como aAmarílis, aZephyranthes, aVallota, aClivia, apenas para citar alguns.

É um gênero de mais de 50 espécies, todas plantas perenes bulbosas, cuja característica é a de possuir uma lâmpada, que mede 12-14 cm de circunferência, coberto por uma túnica geralmente marrom.

Sai eles são finos, flexíveis, em forma de fita ou cilíndricos em algumas espécies, e de uma bela cor cinza-esverdeada, 20-40 cm de comprimento e surgem diretamente do bulbo. Normalmente existem três, dois localizados em um lado da haste e um no lado oposto.

O caule é fino e carnudo, com seção quadrangular ou triangular.

As flores eles são tipicamente em forma de funil com uma coroa central ao redor dos estames. As flores são terminais ao longo do caule, geralmente solitárias, mesmo que sejam freqüentemente encontradas reunidas em grupos. Tanto o tamanho como a cor das flores são muito variáveis ​​e dependem não só da espécie mas também da variedade, ainda que sejam maioritariamente brancas ou amarelas, por vezes verdes. As coroas podem ser de diferentes cores (amarelo, vermelho, laranja, fúcsia). Eles têm seis estames, três mais curtos e três mais longos. A floração é a primavera, embora existam variedades que florescem no outono. Na maioria das espécies, eles são perfumados.

São plantas que além de tornarem o jardim alegre, também podem ser cultivadas em caixas, vasos, na varanda ou no peitoril das janelas.

Na linguagem popular, o narciso é chamado de narciso ou trombone, referindo-se a esta e a duas espécies específicas (ver parágrafo Espécies principais).

DISTRIBUIÇÃO GEOGRÁFICA E ORIGEM

O narciso vem de diferentes habitats na Europa e no Norte da África e geralmente cresce ao nível do mar nas pradarias, nas margens dos rios e entre as rochas.

Na Itália, é cultivado em uma área muito pequena, cerca de 75 ha. Ao contrário de outros países como a Grã-Bretanha, onde é a planta mais popular e é produzida não só como flor de corte, mas também como bolbo.

ESPÉCIES PRINCIPAIS

No gênero Narciso encontramos cerca de 50 espécies e uma quantidade muito grande de cultivares e híbridos (mais de 30.000 foram ultrapassados) de forma que para classificá-los da melhor forma foram divididos em 12 classes de acordo com a forma da flor.

Na prática, os narcisistas, mais do que qualquer outra espécie, atraem os produtores, podemos dizer que são narcisistas!

Vamos lembrar as espécies:

NARCISSUS POETICUS

O Narcissus poeticus (foto abaixo) é o narciso silvestre e é o principal progenitor de todos os híbridos encontrados hoje no mercado. É muito apreciada pelas suas flores brancas e agradavelmente perfumadas dispostas na parte central de uma espécie de coroa amarelo-laranja ou amarelo-avermelhada. As flores são terminais ao longo de um caule com cerca de 30 cm de altura. As folhas são longas e estreitas, típicas do gênero.

Ela floresce na primavera, no final de abril - início de maio.


Nota 1

É nativo do sul da Europa e é conhecido como narciso de poetas.

O Narcissus poeticus ornatus é um híbrido muito robusto, semelhante à espécie-mãe, exceto que a floração é muito anterior, em março.

NARCISSUS TAZETTA (ou N. CUZZETTA)

O Narcissus Tazetta (foto abaixo) conhecido como narciso, é a espécie mais comum e difundida. Podemos encontrá-lo em todo o sul da Europa, nas Ilhas Canárias, na Pérsia, na China, no Japão e também na Caxemira.

Floresce no início da primavera, no mês de março, produzindo flores brancas com uma espécie de coroa amarela dourada ou às vezes branca no centro, cujas flores são terminais ao longo de um caule com cerca de 30 cm de altura.


Nota 1

Existem inúmeras variedades entre as quais nos lembramos: N. tazetta 'Paper White' que produz flores particularmente perfumadas e é adequado para o cultivo em vasos e flores de dezembro a março; N. tazetta italicus produz flores completamente amarelas.

NARCISSUS BULBOCODIUM

O Narcissus bulbocodium (foto abaixo) tem folhas verdes escuras em forma de fita. Ela floresce no meio da primavera, produzindo flores de um amarelo profundo com cerca de 3 cm de largura. É uma das menores espécies de anões que existem, não ultrapassando 15 cm de altura.

A variedade N. bulbocodium citrinus, produz lindas flores amarelo-limão.

NARCISSUS SEROTICUS

O Narcissus serotinus (foto abaixo) é uma espécie nativa do sul da Europa presente principalmente em Portugal e na Grécia. Ela floresce no outono e tem uma copa de flor muito pequena, a menor de seu tipo.

As flores são perfumadas, as pétalas são brancas com uma coroa interna amarela.

O Narcissus pseudonarcissus conhecido como narciso de trombone (foto abaixo), é uma espécie de cor amarela muito popular com uma coroa simples ou dupla. Ela floresce no início da primavera, produzindo flores reclinadas de até 7 cm de largura que são completamente amarelas.

TÉCNICA CULTURAL DE NARCISO

Narcisos são plantas resistentes que são bastante simples de cultivar. Na verdade, eles se acham espontâneos em quase todos os lugares, pois podem superar facilmente até os invernos mais frios.

São plantas que tendem a ficar selvagens, pois sempre produzem novos bulbos. Portanto, se eles são cultivados no jardim e você não quer que invadam todo o espaço que existe, é necessário retirar os bulbos do solo e desbastá-los a cada 2/3 anos. No limite pode-se recolher os bolbos e guardá-los num local fresco e seco para os plantar no Outono noutro local, mas são plantas que se podem naturalizar facilmente num prado ou rasteiro.

EXPOSIÇÃO

Os narcisos devem ser colocados em local ensolarado mesmo que possam tolerar algumas horas de sombra parcial, porém, neste caso, a floração é mais difícil.

Evite áreas muito ventiladas.

TEMPERATURA

Os narcisos toleram altas e baixas temperaturas sem muitos problemas.

REGA

O solo que hospeda o narciso deve ser mantido úmido, não encharcado. Quando, até quando e quanto regar é regido pelo florescimento da planta. Então, vamos ver como se comportar nos diferentes casos.

Narcisos com flores de primavera

O solo deve ser mantido úmido, não encharcado. Quando as flores murcham no final da primavera e as folhas também começam a secar, só então você começa a reduzir gradativamente a rega, sem nunca permitir que o solo seque completamente. Pare apenas quando toda a parte aérea estiver seca (período de verão). Na verdade, se você parar mais cedo, haverá um atraso no desenvolvimento dos bulbos, o que resultará em uma floração deficiente.

Narcisos com flores de outono

Nesse caso, durante os meses de verão, é necessário deixar o solo seco e regar com moderação, somente no final do verão, quando a planta começa a crescer e se prepara para a floração de inverno.

QUANDO E COMO PLANTAR BULBOS DE NARCISO

Para plantas com flores de primavera: os bulbos devem ser plantados no outono (de setembro a outubro).

Para plantas com flores de outono: os bulbos devem ser plantados na primavera.

Eles devem ser colocados a uma profundidade igual a três vezes a altura do bulbo. Por exemplo, uma lâmpada de 5 cm de altura será colocada em um buraco de 15 cm e então coberta com 10 cm de terra. Já a distância entre os bulbos é proporcional ao tamanho dos bulbos, mas é aconselhável plantá-los bem densos para que as flores fiquem apoiadas nas folhas e não corram o risco de entortar com a chegada de vento forte ou chuva forte .

Se forem plantadas em vasos, use recipientes com pelo menos 6 polegadas de diâmetro.

ONDE COLOCAR OS NARCISTAS

Os bolbos de narciso são flores bastante adequadas para cultivo em campo aberto, em canteiros, em vasos, em jardins de pedra. São locais adequados para hospedá-los, não necessitando de cuidados especiais.

TIPO DE SOLO - REPOTÊNCIA

O tipo de solo a ser usado é essencial para ter lindas plantas com flores. O ideal é usar um solo basicamente ácido, com substância orgânica e ainda adicionar um pouco de areia que tornará o solo mais poroso, para garantir uma boa drenagem. Dessa forma, o solo ficará úmido, mas não encharcado.

Os bolbos, se grandes e em bom estado, têm reservas mais do que suficientes para florescer. O problema surge para a floração do ano seguinte, ou seja, para a formação do novo bulbo. Na verdade, se o solo não for suficientemente úmido e rico em nutrientes, o novo bulbo terá dificuldade em se formar e isso afetará a floração do ano seguinte. É por isso que os planos de fertilização são importantes.

FERTILIZAÇÃO

O narciso deve ser fertilizado no início do período vegetativo e a partir do final do inverno até que as folhas estejam secas. Aconselha-se a utilização de um fertilizante que, além dos elementos e microelementos normais, seja pobre em nitrogênio (N), mas rico em potássio (K) e fósforo (P) que favorecem a floração. Após a floração, use um fertilizante que tenha todos os elementos igualmente equilibrados, para promover o acúmulo de nutrientes no bulbo.

Lembre-se de que os narcisos são plantas muito gananciosas e esgotar o solo de seus nutrientes. Portanto, se eles permaneceram no solo continuamente por três anos, por exemplo, é necessário repor fortemente os nutrientes do solo para plantar qualquer outra espécie.

FLORESCÊNCIA DE NARCISO

Os narcisos geralmente florescem na primavera, no início ou no final da temporada, dependendo da espécie. No entanto, também existem variedades que florescem no outono (N. serotinus).

Como os narcisos se propagam a partir dos bulbilhos que se formam, é aconselhável, quando a planta murchar, cortar imediatamente a flor para evitar que dê sementes e, portanto, perca os preciosos nutrientes que é preferível ir para os bulbos.


Nota 2

PODA

Para o narciso, não estamos falando de poda real. É simplesmente aconselhável eliminar as flores murchas e as folhas secas para evitar um desperdício desnecessário de energia, permitindo que a planta dê sementes (e assim desperdiçar recursos que iriam para os bulbos).

MULTIPLICAÇÃO

O narciso se multiplica pelas lâmpadas.

MULTIPLICAÇÃO PARA BULBOS

Primeiro método

As plantas se multiplicam destacando os bulbilhos que se formam (por volta de julho, quando a planta já secou toda a parte aérea). Eles se retiram do solo e se limpam bem para eliminar a terra. Depois disso, eles se separam do bulbo-mãe. Seria aconselhável, depois de dividi-los, dar-lhes um banho com água em que um fungicida de amplo espectro foi dissolvido para evitar que os patógenos penetrem na ferida cortada. Por isso, devem ser secos à sombra e armazenados em local fresco e seco até o outono, quando serão novamente enterrados. Os cravos serão plantados em pequenos vasos e fertilizados durante o período vegetativo para permitir que cresçam em tamanho. Esses bulbos florescerão 2/3 anos depois de terem inchado o suficiente.

Para ter bulbos mais robustos, evite que a planta dê sementes. Portanto, assim que a flor murchar, deve-se cortá-la para evitar a formação de sementes e, portanto, desperdiçar nutrientes preciosos por algo que não vai ser aproveitado.

Segundo método

Outro método é dividir um bulbo de ponta única em oito fatias e colocá-las em um recipiente com turfa e areia, mantendo-as em ambiente aquecido e úmido. Dentro de três meses das escamas, especialmente das centrais, nascerão bulbos que levarão 3/4 anos para inchar e florescer.

PARASITAS E DOENÇAS

O narciso, apesar de ser uma planta robusta e rústica e, portanto, não sujeita a ataques de parasitas, pode infectar-se principalmente devido às más técnicas de cultivo. Podemos, portanto, ter:

Mosca-lâmpada

Isto é o Lampetia equestris uma mosca do bulbo do narciso cujas larvas podem infestar os bulbos alimentando-se de seus tecidos cavando túneis dentro deles. Os bulbos fixados não florescem.

Remédios: a doença deve ser prevenida tomando um banho quente (a 45 ° C por cerca de uma hora) para os bulbos imediatamente após a colheita.

Apodrecimento das lâmpadas

Esta doença se manifesta como um escurecimento dos bulbos, que gradualmente amolecem e eventualmente apodrecem. As plantas são fracas, não florescem e morrem.

Remédios: os remédios são preventivos, cuidando para não deixar a água estagnar no solo, garantindo sempre uma boa drenagem.

Manchas nas folhas

Botrytis narcissicola é um fungo que causa mofo na planta. Esta doença é comum quando está muito úmido. É comum onde os narcisos estão presentes apenas em ambientes particularmente úmidos. Os primeiros sintomas aparecem nas folhas emergentes na primavera, com manchas mais ou menos marrons claras que vão aumentando gradualmente e amarelando. Os botões que emergem também apresentam lesões marrons e as flores não se desenvolvem.

Também pode afetar apenas as lâmpadas em repouso quando armazenadas em ambientes fechados e úmidos.

Remédios: é possível intervir se as plantas estiverem no solo e apresentarem os primeiros sintomas utilizando produtos à base de cobre. Se as lâmpadas estiverem infectadas, elas precisam ser jogadas fora.

GUIA PARA COMPRAR LÂMPADAS NARCISO

Quando vamos comprar narcisos, levamos em consideração que o preço dos bulbos está relacionado ao número de botões presentes. Bulbos pequenos têm apenas um botão e, portanto, produzirão apenas uma flor, enquanto os bulbos com mais botões produzirão tantas flores quanto o número de botões. Ao comprar é preferível optar por bulbos com um ou dois botões, não mais.

É necessário verificar se as lâmpadas estão saudáveis, firmes, não danificadas ou moles e se não existem doenças evidentes.

CURIOSIDADE'

Uma antiga lenda grega está ligada a esta flor e é o mito de Narciso. Narciso era uma criança bela como um deus, por quem ele próprio se apaixonou e esta foi a causa da sua queda. Na verdade, ele se deixou morrer de fome de sede para não tirar os olhos de sua imagem refletida na água nem por um momento. Os deuses ficaram com pena e deram o nome a esta linda flor.

Os bulbos, assim como as folhas, contêm um alcalóide venenoso, a narcissina que, se ingerida acidentalmente, pode causar distúrbios neuronais e inflamação gástrica em animais e humanos e, se não tratada em 24 horas, pode causar a morte.

Observação
1. Este arquivo está licenciado sob os termos das licenças Creative Commons Attribution-Share Alike 3.0 Unported,


Vídeo: NARCISO PLANTA LINDA QUE ESCONDE UM GRANDE SIGNIFICADO.